Além da birra: uma visão sobre o Transtorno Opositor Desafiante (TOD)

Transtorno Opositor Desafiante também chamado de Transtorno Opositivo Desafiador ou ainda de Transtorno de Oposição Desafiante (TOD) é classificado pelo Manual de Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais (DSM - 5) como um transtorno disruptivo, do controle de impulsos e da conduta. Todos os transtornos incluídos nessa categoria tendem a ser mais comuns no sexo masculino, mas o grau de predominância masculina pode variar de acordo com a idade. No TOD em adolescentes e adultos não há predominância entre os sexos. A prevalência do TOD varia entre 1 a 11%, sendo estimada em 3,3%. A principal característica dos transtornos disruptivos, do controle de impulso e da conduta é a alteração no autocontrole de emoções e do comportamento.


As manifestações do TOD incluem comportamentos que violam os direitos dos outros como a destruição de objetos e agressão, conflito significativo com as normas sociais e figuras de autoridades, ou seja, são pessoas que tem dificuldade em obedecer ordens e seguir regras.


As pessoas com TOD geralmente tem padrão de humor irritado ou irritável e adotam uma postura de teimosia frequente além de hostilidade, comportamentos desafiadores, argumentativos, podendo também apresentar comportamentos vingativos. Geralmente os primeiros sintomas do iniciam na pré escola e é raro o início após a adolescência. No diagrama abaixo estão reunidos os principais sintomas do TOD:



Diagnóstico


Para ser feito o diagnóstico de Transtorno Opositor Desafiante os sintomas devem estar presentes por no MÍNIMO 6 meses, sendo que os comportamentos devem acontecer na interação com pelo menos uma pessoa, exceto um irmão. A pessoa deve apresentar pelo menos quatro sintomas de qualquer das categorias seguintes (retiradas dos critérios diagnósticos do DSM 5):


Humor raivoso / irritável

  1. Com frequência perde a calma

  2. Com frequência é sensível ou facilmente incomodado

  3. Com frequência é raivoso e ressentido

Comportamento questionador / desafiante


4. Frequentemente questiona figuras de autoridade ou, no caso de crianças e adolescentes, adultos

5. Frequentemente desafia acintosamente ou se recusa a obedecer regras ou pedidos de figuras de autoridade

6. Frequentemente incomoda deliberadamente outras pessoas

7. Frequentemente culpa outros por seus erros ou mau comportamento


Índole vingativa


8. Foi malvado ou vingativo pelo menos duas vezes nos últimos seis meses


Em crianças menores de 5 anos o comportamento deve ocorrer na maioria dos dias (exceto o item 8), já nas crianças com 5 anos ou mais o comportamento deve ocorrer pelo menos uma vez por semana (exceto o item 8). Na avaliação diagnóstica também devem ser considerados fatores como nível de desenvolvimento, gênero e cultura do indivíduo. A persistência e a frequência dos comportamentos citados devem ser utilizadas para distinguir um comportamento normal de um alterado.

Os outros dois critérios diagnósticos do TOD que devem estar presentes estão descritos abaixo:

  • A perturbação no comportamento está associada a sofrimento para o indivíduo ou para os outros em seu contexto social imediato (p. ex., família, grupo de pares, colegas de trabalho) ou causa impactos negativos no funcionamento social, educacional, profissional ou outras áreas importantes da vida do indivíduo. Ou seja, para receber o diagnóstico de TOD o comportamento da pessoa deve interferir negativamente em sua vida e / ou das pessoas de sua convivência.


  • Os comportamentos não ocorrem exclusivamente durante o curso de um transtorno psicótico, por uso de substância, depressivo ou bipolar. Além disso, os critérios para transtorno disruptivo da desregulação do humor não são preenchidos. Logo, para ser feito o diagnóstico de TOD, a pessoa não deve apresentar outras doenças ou situações que justifiquem os comportamentos apresentados.

Caso haja necessidade algumas escalas podem auxiliar na identificação do TOD, porém nenhuma delas é específica para esse transtorno, as principais escalas utilizadas são a Child Behaviour Checklist, Conners Child Behaviour Checklist, Behaviour Assessment for Children (BASC - 2), Strength and Difficulties Questionnaire (SDQ), Child and Adolescent Psychiatric Assessment, Development and Well-Being Assessment (DAWBA), Disruptive Behaviour Diagnostic Observation Schedule.


O TOD é classificado em:

  • Leve: sintomas acontecem em apenas um ambiente (ex. escola, casa...)

  • Moderado: alguns sintomas estão presentes em dois ambientes

  • Grave: sintomas alguns estão presentes em três ou mais ambientes

Algumas crianças têm sintomas restritos apenas a familiares e em ambiente domicili