• Benaia Silva

Feliz dia do Batman!!!



Esse texto é uma homenagem dos Pequenos Neurônios aos pais


"Float" é um curta metragem feito pelo animador da Pixar, Bobby Rubio, baseado no relacionamento com seu  filho autista, porém a história pode se passar com qualquer pai que tenha um filho com alguma diferença.


Logo no começo da história o pai nota que seu filho flutua e percebe que ele é muito diferente das outras crianças e isso faz com que os outros pais achem seu filho assustador inclusive afastem as outras crianças dele.


Para que ninguém veja essa diferença em seu filho ele o mantém em casa e quando saem coloca uma mochila carregada de pedras e o segura por uma coleira para impedir a flutuação. As pedras da vergonha, frustração, auto julgamento provavelmente são as que ele deposita na mochila do seu filho.


Um dia o filho consegue escapar e tirar a mochila e flutua feliz e livre em um parque cheio de crianças e outros pais, ao ver o quanto os outros pais se assustam ele tenta pegar seu filho e quando consegue a única dos do filme é: “Por que você não pode simplesmente ser normal?!”


Ao proferir essa frase o pai percebe o quanto magoou seu filho e a partir desse momento para de tentar segura - lo e o deixa flutuar livremente


Esse vídeo retrata como é de ter um filho com alguma diferença. O primeiro instinto do pai, que foi criado de forma machista, para ser provedor e consertar tudo (casa, carro, eletrodomésticos...) é tentar proteger, arrumar, mas é vão esse esforço e surge a frustração e questionamentos. O que faço agora? Como vou encarar minha família? Meus amigos?


E vem o luto e nesse momento os pais choram. Sim, os pais de verdade choram!!Nem sempre choram em público, nem sempre perto de suas companheiras (os), nem sempre na quantidade que gostariam / precisariam.


SE depois fase do luto, da decepção o pai decide encarar o desafio de atender as necessidades do seu filho principalmente aceita - lo, o super herói que todo filho enxerga em seu pai surge. Então nasce o Batman, quase sempre na sua versão não milionária (😰)


Mas por que o herói que nasceu foi o Batman? A resposta é simples o Batman não nasceu com super poderes, diante das adversidades ele DECIDIU se tornar um herói. Papai atípico ou típico, seja qual a diferença que o seu filho tenha (ou não), SE você está se esforçando, SE você está protegendo, dando amor, participando você é um herói!!!


Aos “pais” que ainda não se tornaram heróis, que estão distantes, que não aceitaram seus filhos, tem um lugar reservado para você na Liga da Justiça. Pegue logo a sua capa do Batman (mesmo que não seja do seu tamanho e não tenha sido feita para você), coloque sua máscara, você e seu filho tem uma batalha para lutar. Os vilões preconceito, rejeição, julgamento, bullying, falta de acessibilidade, capacitismo e tantos outros que surgirão, precisam ser derrotados.


Feliz dia dos Pais!!!!


Feliz dia do Batman









Link para o documentário sobre os bastidores do curta metragem "Float"











Esse texto foi escrito por Benaia Silva, médica neurologista pediátrica. Para mais informações sobre a autora clique na imagem abaixo.







48 visualizações

©2019 por Pequenos Neurônios. Orgulhosamente criado com Wix.com